por Suzy Reigado Ferreira

Qual é o seu cheiro?

Segundo cientistas, o sistema olfativo evoluiu separadamente e anteriormente aos outros sistemas sensoriais. A tarefa de discriminar os odores, e organizá-los no imenso arquivo de cheiros em nosso cérebro, cabe a várias estruturas localizadas no sistema límbico.

O aroma está intimamente ligado ao paladar. Este último consegue identificar 6 ou 7 tipos de sabores diferentes. Já o olfato no ser humano é capaz de perceber mais de 10 mil diferentes odores, cada qual definido por uma estrutura química diferente. Assim o olfato tem grande participação no gosto que sentimos nas comidas. Assim, grande parte daquilo que identificamos como “gosto” é, essencialmente, aroma!

Em cada cheiro ou aroma temos uma memória afetiva. A relação entre cheiro e emoção pode ser entendida a partir da investigação do processamento das informações olfativas pelo sistema sensorial. Quando sentimos um aroma, de imediato as amígdalas trabalham e relacionam aquele odor à ação que está ocorrendo ou como nos sentimos naquele momento. O cheiro é, então, guardado na memória acompanhado da emoção/sentimento que estamos vivenciando naquele momento. Quando voltamos a sentir o mesmo cheiro, a memória afetiva é ativada, e a conexão entre o aroma e a emoção correspondente torna-se perceptível.

É por isso que, às vezes, somos acometidos pela lembrança de uma situação passada na presença de determinados odores. O interessante dessa relação entre cheiro, emoção e memória é que: cada um de nós tem um cheiro próprio, e como cada interação com uma outra pessoa nos provoca emoções, tendemos a associar à lembrança que temos de alguém a um odor específico. Assim, quando sentimos o cheiro que remete à emoção provocada por àquela pessoa, sentimos as mesmas emoções que tínhamos, ou temos, quando estamos com ela. Ou seja, é quase impossível dissociar cheiro de afeto!

É quando escutamos a frase: Ô Neguinho, me dá um cheiro! Temos este mesmo sentido.

Os bebês por exemplo com menos de uma semana de idade podem distinguir entre o cheiro da própria mãe e o de estranhos. O olfato pode também atuar no comportamento sexual de homens e mulheres, nos produzimos feromônios que são compostos químicos que envolvem a interação entre organismos de uma mesma espécie. Dependendo de sua quantidade somos mais ou menos atrativos para o sexo oposto e cientistas acreditam que ele seja uma evolução do hormônio.

Assim como todo o ser vivo produz um determinado cheiro, nossa casa, nossa roupa, nosso alimento, ambientes produzem cheiro também. E porque digo isto?

Porque nossas emoções, pensamentos, palavras enfim em tudo há uma intenção energética por traz disso, seja ela boa(afeto/carinho/amor/ternura/caridade/alegria/compaixão). Ou ruim (raiva/ódio/rancor/vaidade/inveja/medo/cobiça).

A Alimentação também é importante, pessoas que consomem muita carne vermelha possuem uma energia de densa, pesada, avermelhada, normalmente irritadiça e cheiro de podre. Podemos ver isto, claramente sob o prisma dos 5 elementos na medicina chinesa.

Odores:

Rançoso (manifestação de raiva) = madeira Queimado (manifestação de alegria) = fogo Doce /perfumado (manifestação de chorar) = terra Carnoso(manifestação de tristeza) = metal Pútrido (manifestação de medo) = água

No plano espiritual somos conhecidos por nosso cheiro graças as nossas ações e pensamentos e para os seres mais evoluídos nós literalmente fedemos, pois é tão grande a diferença de níveis de consciência manifestada que podemos comparar a de um gamba.

Muita gente já sentiu esses seres de Luz, graças á emissão de seu perfume em locais aonde não havia nem flores ou qualquer coisa que provocasse aquele aroma. Cheiro de flores, incenso, rosas, maças, enfim não só emitem cheiros como sensações de Paz, Alegria e Bem Estar. O contrario também é verdadeiro, pois á medida que estes pensamentos são densos, ruins e de má qualidade. Os ambientes se tornam pesados e com cheiro desagradável. Por isso nossos pensamentos são muito mais importantes do que simples veículos de informação e inteligência, nós podemos agir na matéria de uma forma muito mais ampla e ao mesmo tempo muito mais perigosa do que imaginávamos.

E você o que está emitindo hoje? Qual é o seu cheiro?

Suzy Reigado Ferreira

+ artigos

Terapeuta Naturista, numeróloga presta assessoria em mapas pessoais e empresariais. Psicoterapeuta com especializações em: Acupuntura, Florais, Massagens Terapêuticas, Estética, Cromoterapia e Reiki. Formação Acadêmica Licenciatura Plena Artes Plásticas (FAAP). Diretora de Arte, Ilustradora de livros didáticos e paradidáticos e Professora de Mandalas.