por Ivete Costa

Tríade Cognitiva da Depressão – Prevenir é melhor que remediar e sofrer

Recentemente, tivemos a triste notícia da morte do ator “encantador de corações” Robin Williams. Além, ou para além, do envolvimento com entorpecentes e problemas financeiros, foi revelada a sua luta, há anos, para livrar-se da depressão. A depressão é uma doença. Uma doença que vem se agravando em todo mundo, devido às exigências cada vez maiores: que partem de nós mesmos e da sociedade. São tantos “tem que”, tantas informações, competitividade, afastamento emocional uns dos outros, isolamento, violência e por aí afora;  sem contar com os fatores genéticos, ambientais e alimentares que contribuem, significativamente, para a manutenção ou piora da depressão. 

Há vários tratamentos: alopáticos, homeopáticos, holísticos, etc. Cada qual com sua especificidade e resultado. O que constatamos é que, independente do tratamento, a terapia é fundamental. E, não raro, o tratamento precisa ser multidisciplinar, porque os fatores são múltiplos. Abaixo, um modelo de terapia muito indicado por psiquiatras e médicos devido aos excelentes resultados alcançados. 

O modelo cognitivo de Aaron Beck (Terapia Cognitivo-Comportamental-TCC) para  a depressão, pressupõe dois elementos básicos: a tríade cognitiva e as distorções cognitivas. A tríade cognitiva consiste na visão negativa de si mesmo, na qual a pessoa tende a ver-se como inadequada, incapaz ou inapta; na visão negativa do mundo, incluindo relações, trabalho e atividades, e na visão negativa do futuro, desesperança. 

Adicione a estas visões negativas a ideia de que os seus traços de personalidade, o seu meio e o seu presente não deveriam existir tal como existem, transformando a tristeza e o desapontamento em depressão e desmoralização.

Aplicação da terapia cognitiva

É um processo de tratamento que ajuda os clientes a modificarem crenças e comportamentos que produzem certos estados de humor. As estratégias terapêuticas da abordagem cognitivo-comportamental envolvem trabalhar três fases:

1. Foco nos pensamentos automáticos e esquemas depressogênicos;

2. Foco no estilo da pessoa relacionar-se com outros; e

3. Mudança de comportamentos a fim de obter melhor enfrentamento da situação problema.

A TCC é baseada no poder do pensamento realista, isto é, na extensão em que se pode conhecer a realidade. No tratamento da depressão, este aspecto tem grande relevância clínica, pois ajuda o cliente a considerar as crenças verdadeiras ou não relacionadas aos fatos, auxiliando o julgamento realístico dos fatores que mantêm a depressão.

Ativação comportamental

O objetivo é aumentar o envolvimento do cliente em atividades de reforço positivo e interações sociais construtivas.
Essas estratégias são planejadas especificamente para o cliente em questão e usadas de modo a envolvê-lo, proporcionar alívio dos sintomas e obter dados relevantes para o processo terapêutico.

Evocação de pensamentos e pressupostos

A depressão gera imobilidade e pessimismo. Assim, os clientes apresentam dificuldade para começar qualquer tarefa e para identificar as vantagens de realizar alguma atividade. Técnicas que ajudem a identificar os pensamentos e como estes afetam as emoções e comportamentos tem papel fundamental para ajudar os indivíduos com depressão. 

Deve-se recordar que a meta da TCC é facilitar e ensinar o cliente a ser seu próprio terapeuta e fortalecer suas próprias habilidades. As técnicas cognitivas devem auxiliar as metas da terapia e não devem ser utilizadas como processo que gere dependência.

Como os pensamentos geram sentimentos

1. Eu penso que...

2. Portanto, sinto-me…

Por exemplo:

Eu penso que nada vai dar certo na minha vida.
Portanto, sinto-me desmotivado, apático, fraco.

Tratamento Personalizado

É necessário adequar a técnica ao cliente. Ou seja, antes de aplicar a técnica deve-se avaliar qual pode ser a mais adequada para a pessoa em questão, que elementos devem ser mais enfatizados, etc. 

A finalidade é diminuir os sintomas, ajudar o cliente na reestruturação da vida e melhorar a qualidade de vida.

Ivete Costa

+ artigos

Consultora em Gestão de Pessoas com especilização em Life Coaching – Sistema ISOR, Psicossíntese, Terapia Cognitivo-Comportamental e Constelação Familiar.