por Paulo Bregantin

Desaprender para reaprender

Quando nascemos, iniciamos o processo de aprender sim, entramos no que chamaremos de humanização, falar, andar, ler, escrever, refletir, pensar, etc. Quando menos esperamos, já estamos completamente humanizados, vivendo dentro do mundo dos “mortais” e, teoricamente, “normais”. Sim, nos tornamos seres racionais. 

Porém, muitas vezes, coisas que aprendemos não são boas, e algumas até mesmo são prejudiciais para nossas vidas. Nesse momento, é muito importante entendermos que temos o direito de desaprender para reaprender.

Isso diz respeito a fazer o novo entendendo as regras antigas, porém, facilitando o que foi introjetado em nós nos períodos de humanização feita pelos outros em nós. Desaprender para reaprender é um direito de cada ser humano, pois quando fazemos isso, nos tornamos seres mais bondosos e gentis. E podemos ensinar isso para outras gerações.

Nesse vídeo, falo um pouco sobre como fazer para desaprender e reaprender:

Confira também: Parte 1 • Parte 2 • Parte 3 • Parte 4 • Parte 5 • Parte 6 • Parte 7 • Parte 8 • Parte 9 • Parte 10

Paulo Bregantin

+ artigos

Mais de 25 anos dedicado ao cuidado de pessoas, sendo Psicanalista Clínico e escritor com várias obras publicadas. Atua nas redes sociais como dono, gerenciando a página Paulo Bregantin e o Grupo Psicanálise Integrativa.

facebook /Paulo-Bregantin