por Aline Camargo

Lunação Touro

Estamos no período dos aniversários dos taurinos, sim, o Sol ingressou em touro trazendo o calor para os nativos. Hoje por lá, temos Sol, Vênus e Mercúrio em movimento retrógrado pelo signo. Dia 06 – sexta-feira, teremos também a Lua em touro, num encontro que tratamos na astrologia como lunação, o encontro entre o Sol e Lua durante a Lua nova.

Mas o que realmente isso muda na vida das pessoas? Bem, quando temos o encontro do Sol e a da Lua em algum signo temos o início de um período onde podemos reavaliar, tirar da inércia coisas paradas, cuidar melhor de si e por que não, absorver o que a Lua nova pode trazer para os nativos do signo e para todos, afinal, todo mundo tem touro no mapa.

Essa Lua nova tem seu encontro com o Sol na casa 07 do mapa – casa que na astrologia trata de parcerias, namoros, casamentos, amante e do inimigo não declarado.

Aos que buscam espaço para novos encontros que visam ter alguém para aquecer nesse friozinho, que buscam o grande pedido de casamento, que procuram por atendimentos astrológicos, necessidades de ir ao médico, enfim, esses momentos estão em alta com essa lunação em touro.

Touro é o signo de terra do zodíaco, junto de virgem e capricórnio formando a tríade de terra do mapa. Touro na anatomia está no corpo forte, no pescoço delineado, na necessidade física de se mover, de sentir o corpo em movimento, nas covinhas que seu regente Vênus deixa como marca em seu corpo.

Touro não gosta de passar fome, não gosta de acordar cedo, mas gosta de sedução (de seduzir e ser seduzido), touro faz qualquer coisa para não precisar entrar em uma briga, mas se necessário for, saiba que a sua frente estará um corpo forte pronto para demorar o tempo necessário para não sair perdendo essa briga.

Pelo signo de touro, temos Mercúrio em seu movimento retrógrado abrindo espaço para que possamos entrar em contato com momentos de nossas vidas que pedem revisões, novos acordos, desapegos, amadurecimentos. Os nativos do signo, quem tem ascendente e ou Lua em touro sente essa necessidade de forma mais aguda, como se não houvesse mais tempo para ficar na cama esperando que se resolva sozinho.

A alegria é saber que mesmo pedindo revisões ao signo que gosta de ruminar e procrastinar, isso pode ser feito de forma mais leve já que Vênus, planeta regente de touro, também se encontra pelo signo, pelo menos, podemos dizer que tudo pode ser feito de forma elegante. 

Cuidar do corpo, sair da inércia, rever e trabalhar em novos ou antigos projetos engavetados, cuidar da saúde, fazer novas parcerias, encontrar novos amores... Tudo isso está em aberto e potente para que os nativos e todo mundo possa encontrar seu caminho para realizar tais revisões e mudanças.

Para saber mais a fundo como isso tudo reflete em seu mapa pessoal ou em sua vida, nada melhor que marcar um atendimento astrológico, mas posso garantir que essa nova lunação carrega a força da transformação já que touro é um signo de terra.

A exemplo dos terremotos que andam ocorrendo pelo mundo, e aqui em nossas terras como no Equador e agora em Minas Gerais, a terra está se mexendo e provocando as bases que pareciam seguras e firmes. Esses tremores em nós representam a ansiedade e necessidade de mudança.

Vamos aproveitar essa lunação e deixar que tudo trema dentro de nós para que consigamos movimentar quantas montanhas forem necessárias para alcançarmos nossas necessidades! Outro recado dessa lunação é que consigamos nos valorizar e não deixemos apagar nossa luz perante desafios e momentos opressores.

Vênus que chegou de áries, vem carregada de força para mudar e impulsionar o necessário, agora em touro dá voz e força aos movimentos femininos em busca de reconhecimento, liberdade e também na hora de se levantar bandeiras e limites para que nada nem ninguém ultrapasse seus limites internos.

Essa lunação provoca o corpo em busca de liberdade e valorização, provoca aos olhos alheios movimentos nas ruas de empoderamento feminino e de valorização de crenças.

Aline Camargo

+ artigos

Aline Camargo é astróloga atuante há oito anos, com formação em astrologia clássica e contemporânea. Também trabalha com o tarô dos Orixás há dez anos.

Em contato com a religião Afro-Brasileira desde os sete anos, tornou-se estudiosa do Culto Africano no Brasil em 1998. Leciona aulas em grupo ou individual sobre astrologia e taro dos Orixás. Realiza ainda cursos livres de filosofia para compreender melhor o consulente e na prática do atendimento.

Facebook: Dança dos Planetas